sexta-feira, 11 de junho de 2010

Os Fundamentos dos Factores de Transferência

Factores de Transferência são moléculas naturais que compõem os leucócitos [glóbulos brancos] e estão presentes nos corpos de todas as espécies de animais, mesmo em Sistemas Imunitários muito primitivos.
Essas moléculas são portadoras de mensagens imunizadoras constituídas por pequenas cadeias de proteínas e outros compostos relacionados.

Elas informam o Sistema Imunitário quando uma ameaça se tenta instalar no organismo – não importando se a ameaça é interna ou externa – e também, como cada célula deve responder apropriadamente à ameaça.

Os Factores de Transferência são produzidos por linfócitos com função de célula mediadora imunizadora. Eles carregam o antígeno dos linfócitos dos pais - célula mediadora imunizadora específica - para os linfócitos não-sensibilizados ou ingénuos dos filhos. Eles também podem incrementar a actividade estimuladora da imunidade antigênica não-específica, dos linfócitos receptores. Quando as células imunizadoras destacadas detectam organismos estranhos, produzem Factores de Transferência específicos para os organismos invasores. Estes são transmitidos imediatamente a outras células imunizadoras “levando a mensagem” da existência de algo estranho e suas características. A informação imunizadora, ou seja, o reconhecimento de patogéneses e as correspondentes respostas, são transmitidos através dos factores de indução, supressão e de antígenos específicos.

O Factor de Indução permite ao factor de transferência ajudar na resposta imunizadora adequada às infecções virais, parasitárias e malignas; doenças bacteriológicas e micro bacteriológicas, infecções fúngicas; desarranjos auto-imunes e doenças neurológicas. Este factor pode transferir uma resposta imunizadora em menos de 24 horas e reduzir significativamente, ou eliminar, sintomas de indisposição.
O Factor Supressor evita que o Sistema Imunitário forneça resposta excessiva para os pólenes e outros corpos estranhos, como também para si mesmo no caso de distúrbios auto-imunes.

O Factor Antigênico Específico carrega informações cruciais que o Sistema Imunológico usa para identificar micróbios e células estranhos.

Tais compostos imunizadores são idênticos para todas as espécies. Assim, é perfeitamente possível que os Factores de Transferência encontrados no colostro das vacas e na gema do ovo de galinhas sejam utilizados para o proveito humano. Essas fontes conferem aos animais uma imunidade temporária contra todos os organismos aos quais as mães foram expostas. Desse modo, o recém-nascido recebe uma certa protecção até que o seu Sistema Imunitário se desenvolva completamente. Analogamente, a mesma protecção temporária pode ser desfrutada por seres humanos de qualquer idade.Diferentemente dos complementos imunizadores – que na sua maioria proporcionam apenas o suporte para uma função imunizadora adequada – os Factores de Transferência também proporcionam inteligência imunizadora. A informação imunizadora e a instrução são a chave para ajudar o Sistema Imunológico a continuar seu trabalho e alcançar a eficiência. Citocinese
1. Factor de Transferência move-se para o receptor do Linfócito T.

2. Factor de Transferência aporta no Linfócito T.

3. Factor de Transferência é puxado para dentro do Linfócito T.

4. Factor de Transferência coloca a estrutura dentro do Linfócito T.

5. A Citocinese está completa.
...
...
FONTES DE ORIGEM DE FACTORES DE TRANSFERÊNCIA

Até meados da década ’80 a única fonte de Factores de Transferência conhecida era o sangue, quando então, pesquisadores estudaram a hipótese dos Factores de Transferência estarem presentes no colostro bovino. Findo o estudo e confirmada a presença, em 1989 o processo de extracção foi patenteado. O colostro nada mais é do que o primeiro leite produzido pela fêmea logo após dar à luz.
As fontes de Factores de Transferência conhecidas actualmente são:
• Leucócitos do sangue de um doador sadio;
• Leucócitos clonados por cultivo “in vitro”;
• Colostro bovino e
• Gemas do ovo de galinha

De entre todas, as fontes mais promissoras comercialmente são o colostro do leite bovino e as gemas dos ovos de galinha. É sempre bom lembrar que os efeitos das propriedades dos Factores de Transferência não se restringem às espécies que os originam, mas, comprovadamente podem ser ministrados nos seres humanos e produzir com segurança os mesmos resultados que na espécie de origem.


Por serem moléculas naturais, os Factores de Transferência têm sido utilizados em complementos nutricionais de forma absolutamente segura há vários anos. Ao longo da história do uso dos Factores de Transferência não houve notícia de reacções adversas graves, mesmo em casos de dosagem maciça ou em doses normais por tempo prolongado.
.
*Tradução livre de texto inserido no website do TRANSFER FACTOR INSTITUTE©

1 comentário:

  1. Estou na Roménia.Bucareste mas sou Português.
    Como posso ter mais informações do 4life e como receber os produtos aqui na Roménia.
    E-mail: consta1958@gmail.com
    Cumprimentos,

    Constantino

    ResponderEliminar