quinta-feira, 10 de junho de 2010

Quem Descobriu os Factores de Transferência








DR. H. SHERWOOD LAWRENCE [1916-2004]


Nasceu em Astoria, estado de New York, no ano de 1916. Graduou-se pela Stuyvesant High School, New York University Washington Square College e, fez parte da Turma de 1943, na New York University School of Medicine.
Após o episódio de Pearl Harbor, alistou-se na Marinha dos Estados Unidos, servindo como oficial médico na Segunda Guerra Mundial.
Participou da épica invasão da Normandia na Praia de Omaha e das invasões do Sul da França e de Okinawa no Japão.
Ao regressar da guerra, iniciou uma longa e brilhante associação com a NYU School of Medicine e o Bellevue Hospital.
O seu foco principal foi centrado na pesquisa imunológica, mais concretamente no que veio a ser conhecido por Factores de Transferência.
Como membro da National Academy of Science recebeu diversos prémios e honrarias. Encerrou a carreira de professor, pesquisador e médico do Bellavue Hospital quando se tornou octogenário.
Imunologista pioneiro, em 1949 concluiu que uma substância presente num extracto de leucócitos [glóbulos brancos], retirado do sangue de um indivíduo que fora curado de tuberculose, poderia ser transferida para um receptor que não tivesse sido infectado, apesar de apresentar uma resposta imunológica positiva à tuberculose.
Nessa época já era possível utilizar-se a transfusão de sangue para esse fim, porém, somente entre pessoas que possuíssem o mesmo tipo sanguíneo.
O primeiro passo dado pelo Dr. Lawrence foi isolar as células imunológicas do sangue sadio: os glóbulos brancos. A seguir abriu os leucócitos e separou o conteúdo dos glóbulos em fracções de vários tamanhos. Descobriu, então, que uma das fracções composta por pequenas moléculas, era capaz de transferir a sensibilidade à tuberculina para um receptor que ignorasse a infecção.
Constatada a eficiência, denominou sua descoberta de Factores de Transferência.
O trabalho iniciado pelo Dr. Lawrence teve seguidores, resultando em mais de três mil estudos clínicos que analisam o papel crucial dos Factores de Transferência contra uma extensa variedade de agentes infecciosos. A descoberta induziu o ramo da Biologia que estuda a função dos linfócitos.
A pesquisa do Dr. Lawrence foi referência para as tentativas de dar ao corpo humano a aceitação de órgãos transplantados.
Publicou inúmeros artigos e vários trabalhos no Cellular Immunology Journal, do qual foi Editor Fundador.
O Dr. H. Sherwood Lawrence faleceu aos 87 anos de idade na cidade de New York, em 5 de abril de 2004.

Sem comentários:

Enviar um comentário